4 de abril de 2013

Cesário Verde & Ginástica Rítmica



Allô a todos!
Peço já desculpa pela falta do post de ontem, mas estava a assistir aos preparativos da taça do mundo de ginástica rítmica que começou hoje e que termina no próximo domingo!
Hoje, e para meu incrível espanto, estava na aula de português e ''a sorte'' ou seja, eu, ditou que numa escolha aleatória me fosse atribuído um poema de Cesário Verde, chamado Noites Gélidas (pensei tanto que o título se adequava a mim, mas agora depois de o ler, desenganei-me um bocado).
Deixo-vos aqui o poema para darem uma espreitadela! (porque poesia é sempre algo bom e agradável de se ler!)

Merina 

Rosto comprido, airosa, angelical, macia, 
Por vezes, a alemã que eu sigo e que me agrada, 
Mais alva que o luar de inverno que me esfria, 
Nas ruas a que o gás dá noites de balada; 
Sob os abafos bons que o Norte escolheria, 
Com seu passinho curto e em suas lãs forrada, 
Recorda-me a elegância, a graça, a galhardia 
De uma ovelhinha branca, ingênua e delicada. 

Cesário Verde, em 'O Livro de Cesário Verde'




e a propósito da taça do mundo de ginástica rítmica que está a decorrer no pavilhão do casal vistoso (Lisboa), deixo-vos aqui um vídeo de uma das minhas ginastas rítmicas favoritas, Evgenia Kanaeva, russa e campeã do mundo e olímpica!


Sem comentários:

Enviar um comentário